Caspa e excesso de oleosidade

13

Quais as causas e tratamentos

Cabelos oleosos, coceira e descamação. Essa é uma situação bem comum para quem sofre com a caspa e o excesso de oleosidade dos fios. Mas você sabe quais são os motivos para esse problema e como lidar com ele?

A dermatite seborreica, popularmente conhecida como caspa, é uma afecção do couro cabeludo e nem sempre ela acontece apenas na cabeça. Por isso, compreender muito bem as causas e os tratamentos corretos para a situação é essencial.

Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura!

O que é a caspa?

Como dissemos, o termo médico para a caspa é dermatite seborreica. A doença cursa com um processo inflamatório da pele e do couro cabeludo que leva a sintomas como: descamação e vermelhidão, que podem ou não vir acompanhados de coceira.

Além do couro cabeludo, a dermatite seborreica pode aparecer em outras áreas da face, como nos cantos do nariz, na sobrancelhas e também no colo.

Até hoje os médicos não conseguiram compreender muito bem quais são as causas desse problema. O que se sabe é que, em algumas pessoas, a dermatite seborreica pode ser mais intensa em épocas de grande estresse e também no inverno.

Qual a relação entre caspa e excesso de oleosidade?

Se a dermatite seborreica aparece apenas no couro cabeludo, a causa do problema pode ser a oleosidade excessiva.

Essa situação ocorre por vários motivos. O estresse e os banhos muitos quentes são os fatores mais comuns, por isso no inverno é bem comum surgir o problema. Isso porque os banhos com água quente fazem com que as glândulas sebáceas (que ficam localizadas na base do folículo capilar) inchem e passem a produzir mais óleo do que o normal.

Esse excesso faz com que haja um acúmulo no couro cabeludo, o que acelera a divisão celular da epiderme (camada mais superficial da pele). O resultado é a descamação do couro e as temidas caspas.

Além disso, o excesso de óleo é capaz de favorecer a colonização do fungo Pityrosporum ovale – que agrava o quadro de descamação e gera ainda mais caspas.

Outros motivos que podem levar a produção exagerada de óleo são:

  • esfregar o couro cabeludo de maneira grosseira;
  • lavar os fios muitas ou poucas vezes;
  • deixar restos de produtos nos cabelos (como condicionadores, pomadas e finalizadores);
  • usar secador e chapinha em excesso;
  • má alimentação;
  • desequilíbrios hormonais;
  • uso de determinados medicamentos.

Quais os melhores tratamentos para essa condição?

Está sofrendo com a caspa e o excesso de oleosidade? Não precisa se preocupar, porque existem formas de combater esse mal. O primeiro, claro, é buscar ajuda especializada, de preferência se consultando com um dermatologista.

É o médico que analisará o seu couro cabeludo e a sua saúde de forma geral, entendendo as causas que estão levando a situação e também se existem outras questões que podem estar por trás dos cabelos oleosos.

Em casa, algumas dicas são capazes de contribuir para reverter o quadro, como:

  • usar shampoos anticaspa ou antifúngico;
  • evitar banhos muito quentes porque eles estimulam a oleosidade no couro cabeludo;
  • não dormir com os cabelos molhados, já que isso pode intensificar a colonização dos fungos e o aumento da caspa;
  • depois que a caspa for controlada, alternar o uso entre shampoos diários e um específico para o controle da oleosidade;
  • usar um shampoo detox de 1 a 2 vezes por semana para favorecer a limpeza do couro cabeludo;
  • aplicar os condicionadores e máscaras apenas no comprimento do fio (e nunca na raiz);
  • sempre retirar bem os produtos do cabelo, em especial o condicionador;
  • se você usa muitos finalizadores e produtos no cabelo, usar um shampoo antirresíduos 1 vez a cada 15 dias;
  • caso o estresse ajude a agravar o quadro, buscar relaxar e diminuir o ritmo;
  • evitar usar bonés, gorros e outros tipos de chapéus por muito tempo porque eles deixam o couro cabeludo abafado, piorando a caspa;
  • evitar químicas durante o tratamento como tinturas, alisamentos e outros que podem irritar o couro cabeludo e piorar a caspa;
    não ficar sem lavar os cabelos por muito tempo, porque o excesso de oleosidade no couro favorece ao surgimento da caspa. Quem tem fios oleosos pode lavá-los 1 vez por dia (mais que isso também é prejudicial).

Por último, se você sofre com a oleosidade capilar, não se esqueça de procurar produtos específicos para esse tipo de cabelo, garantindo a saúde também do seu couro cabeludo.

Com essas dicas, ficou mais fácil driblar a caspa e o excesso de oleosidade? Aproveite e compartilhe o nosso post com os seus amigos nas redes sociais!


Fonte: Yama

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Visagismo Brasil.

Comentários